Nomeado por

José Barrias

sem nomeações

Maria Beatriz

(Lisboa, 1940). Vive e trabalha em Amsterdam, Países Baixos.

A artista cursou biologia antes de se inicar na gravura na Cooperativa Gravura em Lisboa, para seguir para Paris, onde estudou Desenho e Gravura no Atelier S.W.Hayter, apoiado com uma bolsa de estudo da Fundação Calouste Gulbenkian (1966-68).

Nos anos 70 do século passado estudou na Faculdade de Belas Artes de Roterdam, onde finalizou em 1973 com o Diploma de Pintura e Grafismo livre.
Expões pela primeira vez individualmente nos anos 80 (do séc. XX), com a exposição "La tierra es lo probable paraiso perdido" no Museu de arte moderna de Arnheim, NL.
Nos anos 90 (do séc. XX) expõe na Casa da Cerca, Almada, PT, na Galeria Palmira Suso, Lisboa, e na Galeria Diferença, Lisboa, PT.
Em 2002 expõe a sua série “Vita Brevis” no Centro de Arte Moderna, Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Esta mostra individual tem itinerância para o Kunstuitleen K.N.S.M., Amsterdam e para o Centre Culturel Calouste Gulbenkian em Paris, em 2004.

A sua mais recente exposição individual museológica em Portugal foi a mostra “Comedores de Batatas” no Museu da Electricidade, Fundação EDP, Lisboa. Sobre esta exposição a artista disse o seguinte: "É possível que este exposição seja a última de grandes formatos (tenho muitos problemas de artrose). E quis, neste semi adeus, referir-me a Van Gogh. Porque, na situação actual em que o dinheiro se tornou a bitola de tudo, me pareceu relevante lembrá-lo, por se ter dedicado a desenvolver o seu talento, seguindo um desejo profundo interior. Sem ser por sucesso ou dinheiro. E assim foi a vida de muitos outros Artistas que me têm acompanhado."
 
http://www.mariabeatriz.nl

Top