Nomeado por

Adua

sem nomeações

Thierry Simões

(Maisons-Laffitte, 1968) Vive e trabalha em Lisboa. Thierry Simões frequentou o Lycée du livre et de l’industrie graphique, no Lycée Maximilien Vox em 1987. Mais tarde, realizou o Curso Completo do Ar.Co em 1990. A sua prática artística é frequentemente associada com o desenho, a sua reflexão e a intencionalidade de ultrapassar dos seus limites espaciais ou gestuais. Expõe desde o início dos anos 90. Das suas exposições destacam-se: Lundi/Desenho, gravura e objectos, na Galeria Quadrado Azul, Porto (2007); Por volta de um chapéu, na Fábrica da Cerveja, Faro (2008); Desenho, inscrição e objectos (2008); Participação na Arte Lisboa, Galeria Quadrado Azul, FIL (2009); dó, ré, mi, fá, sol, lá, si, dó, na Galeria Quadrado Azul, Porto (2010); Decantar, exposição colectiva com Marta Caldas e Valentina Paravicini, na Galeria Quadrado Azul, Lisboa (2010); Sem Data, na Fundação Carmona e Costa, Lisboa (2013). Das suas mais recentes projectos destacam-se “Merci” (2014), uma exposição que encerra o primeiro ano de actividades do Sismógrafo, no qual o artista esteve presente em algumas das iniciativas durante 2014.

Top